default-logo

Coronavírus (COVID-19)

A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos pacientes com COVID-19 (cerca de 80%) podem ser assintomáticos e cerca de 20% dos casos podem requerer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória e desses casos aproximadamente 5% podem necessitar de suporte para o tratamento de insuficiência respiratória (suporte ventilatório).

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus.

Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

 

Sintomas

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse;
  • Febre;
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Dificuldade para respirar.

 

Transmissão

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:

  • Toque do aperto de mão;
  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Objetos ou superfícies contaminadas: celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da COVID-19 é realizado primeiramente pelo profissional de saúde que deve avaliar a presença de critérios clínicos:

  • Pessoa com quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, que pode ou não estar presente na hora da consulta (podendo ser relatada ao profissional de saúde), acompanhada de tosse OU dor de garganta OU coriza OU dificuldade respiratória, o que é chamado de Síndrome Gripal.
  • Pessoa com desconforto respiratório/dificuldade para respirar OU pressão persistente no tórax OU saturação de oxigênio menor do que 95% em ar ambiente OU coloração azulada dos lábios ou rosto, o que é chamado de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Caso o paciente apresente os sintomas, o profissional de saúde poderá solicitar exame laboratoriais:

  • De biologia molecular (RT-PCR em tempo real) que diagnostica tanto a COVID-19, a Influenza ou a presença de Vírus Sincicial Respiratório (VSR).
  • Imunológico (teste rápido) que detecta, ou não, a presença de anticorpos em amostras coletadas somente após o sétimo dia de início dos sintomas.

O diagnóstico da COVID-19 também pode ser realizado a partir de critérios como: histórico de contato próximo ou domiciliar, nos últimos 7 dias antes do aparecimento dos sintomas, com caso confirmado laboratorialmente para COVID-19 e para o qual não foi possível realizar a investigação laboratorial específica, também observados pelo profissional durante a consulta.

 

Como se proteger

As recomendações de prevenção a COVID-19 são as seguintes:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.

 

Clique aqui e saiba como confeccionar e usar a máscara caseira.

 

Dicas para viajantes

Caso você precise viajar, avalie a real necessidade.  Se for inevitável viajar, previna-se e siga as orientações das autoridades de saúde locais.

Ao voltar de viagens internacionais ou locais recomenda-se:

  • No caso de viagens internacionais: o isolamento domiciliar voluntário por 7 dias após o desembarque, mesmo que não tenha apresentado os sintomas.
  • No caso de viagens locais: ficar atento à sua condição de saúde, principalmente nos primeiros 14 dias.
  • Reforçar os hábitos de higiene, como lavar as mãos com água e sabão.
  • Caso apresente sintomas de gripe, siga as orientações do Ministério da Saúde para isolamento domiciliar.

 

Serviço de Saúde

Procure um serviço de saúde apenas se apresentar falta de ar.

 

Referência: Ministério da Saúde – COVID-19

 

 

O novo Coronavírus (COVID-19), originário de Wuhan, na China, vem causando preocupações sem precedentes no país. Quais seus sintomas e o risco de ser transmitido em larga escala no Brasil? Quais medidas e ações devemos tomar?

A situação por aqui é bem diferente da China ou países europeus. Porém, já são relatados casos, suspeitas e infelizmente, algumas poucas mortes relacionadas ao vírus – especialmente nos grupos de risco. Entre muitas medidas, é certo que praticamente todas as preventivas dependem de nós. Cultura, educação e mobilização são fundamentais neste estágio.

Neste sentido, alguns pré-requisitos e cuidados são essenciais:

  • Evite locais fechados, com muitas pessoas e aglomerações, principalmente com sintomas de gripe ou resfriado;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados e arejados;
  • Evite contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de gripe, resfriado ou infecções respiratórias;
  • Zele pelas pessoas que são consideradas “grupos de risco”. São mais vulneráveis e merecem cuidados redobrados;
  • Lave as mãos e antebraços com frequência, especialmente após contato direto com as pessoas, animais ou após contado com locais, utensílios e objetos de uso público;
  • Cubra o nariz e a boca quando espirrar ou tossir e lave ou higienize bem as mãos na sequência;
  • Use lenço descartável para higiene;
  • Evite passar as mãos nos olhos, nariz e boca;
  • Nunca compartilhe objetos de uso pessoal (talheres, garrafas, copos, pratos, etc.);
  • Evite contato com animais selvagens e silvestres;
  • Higienize as mãos antes e depois de usar o banheiro, lidar com lixo e descartáveis, refeições e ao lidar com alimentos.

Uma alimentação equilibrada e nutritiva, hábitos saudáveis, dormir bem e uma ótima hidratação contribuem na manutenção de um organismo mais forte e resistente. Afinal, todo cuidado preventivo traz inúmeros benefícios. Suplementos, com orientação profissional, também são importantes – especialmente para os praticantes de atividades físicas ou para aqueles que, por algum motivo, tendem a não seguir uma boa qualidade alimentar.

A MAVARO produz dois produtos importantíssimos para higienização, que proporcionam saúde e proteção – além de uma extensa linha para higiene e limpeza.

O Sabonete Líquido Antisséptico Bacterostático, que detém alto poder de higienização – inclusive para assepsia de profissionais de saúde e em ambientes de alto risco. Com fórmula balanceada e isento de aroma, é apresentado em diversas opções de embalagens.

Já o MAV B é um Creme protetor especial água e óleo resistente com ação antisséptica que pode ser empregado em várias situações profissionais ou não – pois também protege a pele contra a agressividade de produtos químicos.

Entre tantas informações muitas vezes infundadas ou alarmistas, o Governo Federal disponibilizou um site muito interessante e completo que deve ser lido, compartilhado e acompanhado por todos nós: https://coronavirus.saude.gov.br/

Nele você contra como se dá a transmissão, tratamento, casos, boletins, atualizações e planos de contingência. Muito cuidado também com as fake news.

Ainda: as orientações citadas evitam infecções importantes e presentes nos dias atuais. Infecções como Rotavírus, Enterovírus, Influenza (H1N1, H3N2) entre várias outras doenças.

Seguimos juntos na luta contra o Cononavírus. Cuide de sua família, amigos e comunidade. Só assim o Brasil seguirá grande neste desafio.

Essencial para a saúde, qualidade de vida e alto desempenho profissional, a higiene corporal enfrenta grandes desafios que seriam sanados com prevenção e conscientização.

Todos os anos nos deparamos com surtos e epidemias de gripe e outras doenças respiratórias e o Brasil não está livre de contágio, bem como nenhuma pessoa pode se considerar imune as ações nocivas presentes nos ambientes.

Em todos os casos, a maior e mais importante recomendação, entre cuidados e procedimentos de higiene corporal, é a prevenção. Para tanto, a higienização é fundamental, especialmente das mãos e antebraços. Isso porque usamos as mãos para praticamente tudo e a pele, é um depósito de micro-organismos. Seja por contato direto ou indireto, as mãos são um modo eficiente para a transmissão de vírus e bactérias. Lavar bem as mãos e também usar álcool gel ou antissépticos são de suma importância para a prevenção. Condições obrigatórias: Durante e depois do preparo de alimentos e alimentação; em contato da mão ou objetos com a boca; após toque ou contato em outra pessoa ou animal; após tocar, espirrar ou assoar o nariz; após tossir; após ir ao banheiro; ao lidar com sacos e recipientes de lixo; ao lidar com ferimentos da pele. Estes são alguns exemplos.

Lavar bem as mãos é tão importante que muitos profissionais de saúde afirmam que muitas infecções e os altos custos envolvidos em tratamentos de doenças, por exemplo, seriam evitados se esse hábito fosse seriamente obedecido por toda a população.

Instruções para higienização das mãos e antebraços:

Molhe bem as mãos e antebraços com água limpa;
Aplique sabonete líquido, preferencialmente, nas palmas das mãos em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície das mãos;
Ensaboe as palmas das mãos – friccionando-as entre si;
Esfregue as mãos, entre dedos, antebraços e sob unhas;
Enxague bem as mãos e antebraços com água limpa;
Seque com uma toalha limpa, papel ou fluxo de ar.

 

O novo agente do coronavírus, por exemplo, provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19) e atualmente apresenta grandes riscos à população – assim como tantas outras. Devemos agir com urgência para que nossas famílias, escolas em todos os níveis, empresas e organizações em geral façam uma grande campanha de educação para a higiene para que retomemos hábitos saudáveis e principalmente, o de lavar bem as mãos em todas as circunstâncias e necessidades.

Só assim estaremos, de fato, combatendo epidemias e construindo um país mais saudável.

A MAVARO desenvolve uma extensa linha de produtos para higiene e limpeza em diversos tamanhos de embalagens. Acesse e conheça.

O número de casos de dengue vem crescendo assustadoramente e o estado de São Paulo pode enfrentar uma epidemia retardada da doença. O maior número de casos em 4 anos e com um motivo a mais para preocupação: o subtipo 2 entrou em circulação. Uma variante mais forte por se reproduzir com maior velocidade. Na última epidemia da doença na capital, por exemplo, em 2015 e 2016, os pacientes tiveram dengue provocada pelos tipos 1 e 3 do vírus.

A conscientização é o fator mais importante. A população e as empresas devem fazer o primeiro combate contra a doença. Como prevenir, técnicas, sintomas e demais questões sobre a doença podem ser encontrados diversos materiais ou na web, como: http://www.dengue.org.br/.

A MAVARO desenvolve e produz produtos destinados à segurança no trabalho em locais de riscos e detém produtos específicos para a proteção dos trabalhadores expostos a picadas de insertos – inclusive o mosquito transmissor da dengue, Aedes Aegypti e que podem ser usados por toda a população.

A linha de repelentes MAVARO apresenta o Repele, repelente de amplo espectro de ação, seguro e eficaz contra insetos. Desenvolvido com o princípio ativo IR3535®, é atóxico e biodegradável, podendo ser usado por crianças e gestantes e encontrado nas versões spray ou gel em diversos tipos de embalagem. A MAVARO também oferece proteção contra insetos nas versões FPS 30 ULTRA e FPS 60 ULTRA – ambos formulados com o mesmo princípio ativo mas com a capacidade de proteção contra raios UV.

Para saber mais, conheça toda linha e entre em contato com a Mavaro: (11) 5105.0319 ou mavaro@mavaro.com.br.

IR3535 is a trademark of Merck KGaA, Darmstadt, Germany.

Em dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia reforça a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do Câncer da Pele. Isso porque corresponde a 1/3 dos diagnósticos de câncer do Brasil. São cerca de 180 mil novos casos ao ano registrados pelo INCA – Instituto Nacional do Câncer.

A MAVARO está junta nesta causa e com você, tornar esta campanha ainda mais forte e conhecida pela população. O diagnóstico precoce é de extrema importância, pois quanto antes for detectado maior a chance de cura.

Os trabalhadores que ficam expostos ao sol diariamente durante a jornada de trabalho devem utilizar os equipamentos de proteção individual corretos: chapéu de abas largas, óculos escuros, roupas que cubram boa parte do corpo e protetores solares com fator de proteção (FPS) 30, no mínimo. Essa postura também vale para o dia a dia e momentos de lazer com a família ou amigos.

Embora o protetor solar não seja considerado EPI, seu uso diário é recomendado, mesmo em dias nublados.

Aproveite o sol, mas com responsabilidade.
Compartilhe esta atitude.

Para saber mais: acesse Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A febre amarela voltou ao centro das ações após a confirmação de que um macaco encontrado no parque do Horto Florestal de São Paulo, na zona norte da capital, tinha o vírus – provavelmente picado pelo mosquito Haemagogus ou Sabethes, comuns em regiões rurais.

O Aedes aegypti, endêmico nas regiões urbanas, também é capaz de espalhar a doença, mas isso é menos comum. De qualquer forma, a população deve evitar o acúmulo de água parada, porque também evita qualquer proliferação e afasta a dengue, zika e chikunungya.

Vale ressaltar que desde os ocorridos, muitas medidas de segurança vêm sendo tomadas nas regiões afetadas, assim como a vacinação de milhares de paulistanos.

Os repelentes MAVARO são eficazes e indicados também contra os mosquitos transmissores. São formulados e desenvolvidos com o princípio ativo IR3535®, forma segura e eficaz na prevenção contra picadas de insetos. Podem ser adquiridos em spray, gel ou combinado com protetor solar – FPS 30 ULTRA, em diversas embalagens.

Para mais informações, conheça os repelentes MAVARO e entre em contato conosco.